Agrupamento 307, Ponte (Guimarães)

Os Protectores da Natureza visitam a Aldeia

   Domingo, uma manhã agradável, conhecemos alguns dos elementos que compõem o Corpo Nacional de Escutas de Guimarães, agrupamento 307 de Ponte. Fizemos uma agradável visita ao nosso Miradouro de Fafião, descemos ao centro de aldeia e sem demora apresentamos o nosso Fojo do Lobo. Contamos a nossa fabulosa história que vem desde os finais do Século XV até aos dias de hoje, onde a relação entre Homem e Lobo é uma das missões da nossa Associação. Pelas ruelas da aldeia fomos explicando toda a nossa essência enquanto Aldeia Comunitária. A visita culminou ao final da manhã no nosso Ecomuseu onde debatemos assuntos relacionados com a sobrevivência das Vezeiras num mundo moderno. Um especial agradecimento ao presidente do Conselho Directivo de Baldios de Fafião que foi exímio no apoio logístico a este grupo. Sobe o comando de Nuno Castro Freitas o grupo conheceu parcialmente as artérias da nossa Serra, desde os currais de Bicos Altos às paredes do Coucão passando por Vidoirinho e Rocalva. Investiram ainda pelo Estreito conhecendo locais mágicos como a Touça, o Porto da Laje e a nossa mais recente obra, o Vidoal. É sempre um prazer para a nossa aldeia e para ambas as entidades receberem quem tão bem trata a natureza. 

0 Shares

O Poder das Tradições

O dia da Subida

Na Aldeia acorda-se cedo, pelas 6h da manhã e já se ultimam os preparativos, Nuno Afonso é atualmente o maior produtor de gado da aldeia de Fafião, um dos Vezeireiros, e um dos jovens que em contra mão do futuro assegura uma das tradições mais antigas do País, as Vezeiras. Este foi o fim de semana de subir o gado, acompanhamos o Nuno, o Ti Domingos da Laja, o seu sobrinho Joaquim e a sua prole, o Guilherme Landeira, o Almerindo Matos, o presidente do conselho diretivo de Baldios da aldeia, o Raúl Costa e também o Saúl. Embarque connosco nesta emocionante viagem. 

0 Shares

Capa de Revista

Fafião e o seu Miradouro na Evasões

A GR50, do Parque Nacional da Peneda-Gerês marca a edição da Revista Evasões desta semana, e é uma honra para a aldeia estar tão bem representada na capa da revista com o nosso magnífico Miraduro. Um dos mais belos do país, venha conferir! 

0 Shares

A Subida do Gado da Vezeira

É já este Sábado de Manhã que o gado irá colorir a nossa Serra!

Todos os anos em Maio, a Vezeira sobe à Serra, um dos legados da essência da pastorícia, as várias famílias da aldeia reuniram no dia 2 de Maio e decidiram a sua subida já no próximo fim de semana. Foram desta forma destinadas as regras para este ano, da sequencia de guarda ao gado. Se é amante da Serra, durante os próximos meses, e pelo menos até final de Setembro pode encontrar-se com a Vezeira e com um dos seus guardas de pastoreio em alguns dos trilhos oficiais de Fafião.

0 Shares

Montanhas de Sonho

Para lá do Laço as rochas fundem-se

 Um dos vales incríveis de Fafião é o que acompanha o Rio Laço, composto por dois maciços escarpados. Serve de ligação entre o Estreito e o Prado da Touça usado por um dos grupos do Gado ao Feirio da aldeia de Fafião. Na fotografia é observável ao centro parte do Coucão, uma das mais elevadas proeminências da Serra do Gerês. A Laja do Coucão com Porta Ruivas nas costas faz a delicia do adeptos de Trekking que nos visitam. Em breve a aba dedicada aos trilhos estará aberta e disponível para que possam fazer download de alguns dos caminhos mais mediáticos e épicos do Parque Nacional. 

0 Shares

O Reino da Pyrenaica

Fim de Semana Camuflado

   Em inicio de Maio, por terras do Parque Nacional, a Capra Pyrenaica vai ocupando vários dos seus majestosos maciços, as crias começam nesta altura a eclodir, e a segurança é fulcral. Se durante o resto do ano arriscam entre os novecentos metros, entre Maio e Julho a opção é nas escarpas a mais de  mil metros. Este final de semana capturamos este momento fantástico, na sua descida aos pastos onde se alimentam, aproveitando a camuflagem dos bosques frondosos nos afunilados vales da Serra Geresiana.

0 Shares

Projeto da Associação

Vezeira da Rés em Abril

   A Vezeira da Rés, ou das cabras, é uma das tradições seculares mais antigas de Portugal. Em 2019 a Associação Vezeira de Fafião comprou um efectivo de cerca de duzentas cabras para que não se extinguisse este legado. Hoje orgulhosamente, o nosso pastor Vezeireiro, o Francisco, toma conta delas. 

0 Shares

Refrescos pela Aldeia

Um Bebedouro a cada Passagem

Ao final do Dia, e após uma longa estadia nos verdejantes pastos da Veiga, o gado Fafioto faz uma curta paragem no Poço Redondo para restaurar energias e voltar às suas cortes espalhadas pela aldeia comunitária. Esta é a lide diária marcada por diversos percursos onde o gado do baixo Barroso vai oscilando, e um pouco espalhado por toda a aldeia, vários são os bebedouros acessíveis aos animais. 

0 Shares